domingo, 10 de maio de 2009

MEU QUERIDO LEO



Dizem que quando o discipulo esta pronto o mestre aparece e tambem dizem que nao escolhemos os livros que lemos, mas somos escolhidos por eles. Penso que isso pode ser verdade porque Leo Buscaglia entrou em minha vida desta forma. Um dia uma professora na faculdade indicou um livro (nao era leitura obrigatoria)...o titulo era "Vivendo, Amando e Aprendendo e a professora fez muitos elogios ao mesmo. Gravei o nome do livro pensando em compra-lo mas fui deixando para la. Passado algum tempo vejo este livro nas maos de uma pessoa na fila do banco e tempos depois, visitando uma amiga em Ribeirao Preto ela diz: Ju, li um livro muito bom e sei que voce vai amar... para minha surpresa o livro que ela tira da estante era o mesmo que havia sido indicado pela professora e eu decidi que tinha chegado a hora de ler.

Passei o final de semana lendo o livro enquanto meu marido e meus amigos jogavam cartas e me "apaixonei" por este senhor. De volta para Sao Paulo comprei o livro para te-lo, para emprestar e para ler de novo quando desse vontade...ainda pensava nas coisas que havia lido. Decidi entao escrever para o autor apenas para que ele soubesse o quanto eu tinha achado aquele livro especial. Entrei em contato com a Editora, perguntei como entrar em contato com o escritor que morava nos Estados Unidos, eles se prontificaram a enviar minha carta e assim foi feito (na epoca nao tinhamos as facilidades tecnologicas de hoje...e gente, faz muuito tempo isso). Um mes depois recebo a resposta do autor dizendo que foi excitante receber uma carta do Brasil, desculpando-se pela resposta estar em ingles e com uma mensagem muito bonita e minha admiracao por este senhor de 66 anos na epoca, so aumentava.

A partir daquela data, todos os anos no mes de dezembro eu recebia uma carta de natal onde ele contava tudo que havia realizado naquele ano e sempre com uma linda mensagem para todos os seus amigos e admiradores ( a ultima foi a mais bonita, sera que ele sabia que seria a ultima???). Isso durou 8 anos e um dia, em uma data totalmente diferente, no mes de junho, recebo uma carta do Diretor de uma Fundacao (Leo tinha muitos projetos), comunicando o seu falecimento e convidando para uma homenagen a beira de um lago (quem me dera ter podido comparecer). Leo morreu em casa, aos 74 anos de enfarte.

Outro dia, olhando alguns papeis que trouxe do Brasil encontro as cartas de natal de Leo, reli todas e pensei que ele merecia um post. Voces devem estar se perguntando, mas sobre o que escrevia Leo?? Leo nao usava palavras rebuscadas, nao recebeu nenhum premio nobel de literatura, mas com seu jeito simples, falando da vida, falando sobre o amor (nao o amor romantico, mas o amor de uma forma muito mais ampla) ele me tocou e o que eu li me fez rir, me fez chorar, me fez parar para pensar...historias reais dele, de alguns de seus alunos (Leo lecionava em um Universidade) e de alguns anonimos...coisas simples, a vida como ela e ou como deveria ser.

Leo escreveu muitos outros livros mas na minha opiniao, dentre todos os livros, "Vivendo, Amando e Aprendendo" e o melhor. O exemplar que comprei passou por muuuuitas maos ate o ponto de estar com as paginas se soltando e da ultima vez que foi nao voltou. Mas eu nao fiquei triste porque, talvez, ele tenha sido repassado para mais algumas pessoas.

Esta e minha pequena homenagem ao Dr. Leo Buscaglia (Dr. Amor como era conhecido) que em sua passagem pela terra deixou sua marca e tocou tantas pessoas de forma simples e tao especial.

4 comentários:

vcdarcie disse...

Ai Ju.... quem deveria escrever um livro é você... fiquei emocionada com o seu post !!!!
Mil beijos

Val

Andreya disse...

Olá Ju!
Concordo totalmente com a Val.
Me emocionei tb!
Um beijo grande
Andreya

Simone disse...

Juliette, que coisa mais linda. a história e a maneira que vc a contou.
Bjos

Sheila disse...

Que bonita homenagem ao Dr Leo, lindas suas palavras.

Não conheço o livro, mas assim que puder vou lê-lo. Dicas como essas são valiosas. Obrigada por repartir conosco .

Abraços!!!